Homem não Chora

No fim de mais um dia de trabalho, ele guardou as suas ferramentas e olhou para o céu. Suas mãos doíam, seus olhos doíam, o corpo todo sofria. Respirou fundo. Teve vontade de chorar. Suas narinas arderam, seus olhos se encheram de água. O que o impedia de chorar? Por que não chorar? Sentar no chão e deixar as lágrimas rolar. Lavar a alma, deixar todo o peso do mundo sair, pelos olhos, pelos poros, pela dor. Não. Melhor não chorar. Os homens não choram. Talvez os humildes e os valentes chorem. Ele era só um homem.

Foi para casa. Beijou os filhos, a mulher e jantou sem dizer palavra alguma. E ainda carregava no peito uma pedra. Tudo estava errado. E o corpo doía ainda mais. Até respirar estava difícil.

– Você está quieto amor, o que foi? – Perguntou a mulher.

– Nada.

O silêncio trazia dor, mas ajudava a carregar a pedra.

Assistiu televisão e tudo estava disforme. Num comercial de automóveis, o mundo era perfeito. Mas o carro dele era como o mundo: defeituoso. Cansado, desligou a TV. A família o olhou, ele a ligou de volta. Silêncio. Ele saiu da sala. A mulher o olhou, estranhando tudo, pensou em se levantar, mas era a hora da novela.

Do lado de fora da casa, ele olhou novamente para o céu.

A filha menor trouxe a Bíblia.

– Toma Papai. – E voltou pra dentro.

Ele mudo, pasmo. Abriu num livro qualquer:

“Levanta-te, vai a grande cidade de Nínive e clama contra ela, por que a sua malícia subiu até mim”.

Não satisfeito fechou e abriu de novo:

“Jesus chorou”.

Deus existe? Deus existe. Na rua, um carro passou fazendo barulho, muito ruído para pouco motor. O sol, o céu, o amor, o sexo, minha dor, minha mulher, meus filhos, essa pedra no meu peito e essa água nos meus olhos… Respirou e não conseguiu mais segurar. Chorou. Chorou, chorou e chorou. Chorou tanto que virou criança. Homem não chora. Chora. Homem tem que chorar. Se até Jesus chorou, se o melhor homem que aqui pisou chorou, ele tinha que chorar. Ele tinha que ir para a cruz junto com o Cristo. Ele e aquele monte de pecados. Melhor chorar. Chorou até a pedra se dissolver. Até respirar livremente. A dor agora era boa. Dor de luta vencida. Dor de ferida curada. Dor de um pecado perdoado. Ajoelhou-se e só agradeceu.

– Obrigado, Senhor, pela Tua maravilhosa graça. Eu só merecia a dor que eu carregava pelo mal que fiz. Mas a Tua mão e o Teu amor me salvam.

E cantarolou um louvorzinho e chorou mais uma vez. Agora um choro bom, com o peito já lavado, com a alma leve. O cachorro chegou perto, pedindo um carinho.

– Onde você estava seu porcaria? Dormindo, não é?

Brincou com o bicho e, antes de entrar em casa, olhou mais uma vez para o céu. Uma estrela cadente despencou riscando a noite. Claro que Deus existe. Sorriu, sentou-se no sofá, pegou a filha menor, beijou-lhe e perguntou:

 – Não passando nenhum filme bom nessa TV, não?

Rêmulo Vaney Carrozzi

Sobre Remulo vaney Carrozzi

Meu nome é Rêmulo Vaney Carrozzi. Formado em Propaganda e Marketing, em Letras e com Pós Graduação em Literatura na PUC de São Paulo. Professor, quase escritor, leitor de tudo que aparece, cristão por fé e amor, questionador por nascimento (até mesmo dessa fé) e chato de carteirinha. Escrevo porque preciso, porque tem muitas coisas na minha cabeça e elas querem sair. My name is Rêmulo Vaney Carrozzi. Graduated in Advertising and Marketing, in Literature and with a Postgraduate Degree in Literature at PUC in São Paulo. Teacher, almost writer, reader of everything that appears, Christian by faith and love, questioner by birth (even of that faith).
Esta entrada foi publicada em Crônicas com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

4 respostas a Homem não Chora

  1. izolete diz:

    Muito lindo, inspirador.

  2. Carlos diz:

    Nada haver! Se chorar resolvesse alguma coisa o mundo seria uma beleza! O que muda a história do ser humano é a fé inteligente, ou seja, a fé prática; aquela que não se deixa ser controlado pelos sentimentos e sim pela certeza da vitória. Não esqueça que enquanto Ana chorava o seu problema não era resolvido, mas após realizar um voto diante de Deus, obteve a realização do sonho de ter um filho, Jesus chorou e nada aconteceu, mas após falar com o Pai e agir a fé de ordenar a ressurreição de Lázaro o milagre aconteceu!

    • remulovaney diz:

      Carlos, a questão aqui não é só o choro. O chorar, apenas, pode ser só uma reação do corpo, mas não falo apenas de água que escorrem dos olhos. Estou falando de se abrir com Deus, de perder o medo de orar, de saber que Nosso Deus está conosco todo o tempo, e as vezes precisamos de um coração leve, sem pressão, como se sentíssemos um carinho do Pai. Você disse que Jesus chorou e não aconteceu nada. Você consegue imaginar o que Ele sentiu? A dor, o medo, a tristeza e principalmente a vontade do Pai por tudo o que iria acontecer. As lágrimas de Jesus mostram o quanto Ele foi humano, foi como todo homem que chora é. O homem do texto não consegue orar, só passa a fazê-lo depois que chora, e então agradece. Nenhum problema foi resolvido, ele está com mais condições de agir e sabe que: “- Obrigado, Senhor, pela Tua maravilhosa graça. Eu só merecia a dor que eu carregava pelo mal que fiz. Mas a Tua mão e o Teu amor me salvam.” o amor de Deus por nos não muda. Graças a Deus por isso e por poder chorar, como Jesus chorou!
      Obrigado por ler e comentar meu blog. Espero que volte leia mais textos e comente também. Um abraço e que Deus o abençoe grandemente!

  3. Ana Chahin diz:

    Lindo texto . Glória a Deus

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s